Apicultor

Apicultor

O apicultor é a pessoa que cria abelhas, quer por lazer, quer para fins comerciais. As abelhas podem ser criadas para produzir mel, cera de abelha, própolis, geleia real, pólen, ou para produzir veneno. A apicultura é uma das áreas, assim, da Zoologia e Pecuária.

Outros nomes para esta profissão:

  • Modalidades: Ar Livre
  • Ordenado Médio Mensal: 1000€ - 1500€
  • Empregabilidade: Média
  • Empregabilidade: Trabalho Solitário, Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Biologia, Educação Física, Materiais e Tecnologias
  • Idiomas: Português

As abelhas são animais incríveis e essenciais para a biodiversidade. Elas são uma peça fundamental para a polinização, visto que elas se alimentam e transportam o pólen das plantas.

Embora sejam animais muito importantes para a natureza como um todo, elas estão a ser ameaçadas pelos humanos. Temos assistido a uma diminuição do número de abelhas polinizadoras, e muito se deve ao facto de se usarem tóxicos nas plantações.

Por isso, os apicultores são mais do que meros criadores de abelhas, mas protetores destes animais que se encontram em constante ameaça. Eles prezam, de facto, pela manutenção destes insetos, e por essa razão são cada vez mais necessários em todo o mundo.

É certo que o apicultor tem como objetivo o lucro através da produção de mel, própolis, pólen, ou geleia real, mas para que as abelhas consigam produzir, elas precisam de condições. Então, os apicultores têm de cuidar bem da colmeia, para que ele esteja sempre saudável e, consequentemente, produtiva.

Se gostas de animais e da natureza, esta pode ser uma profissão muito gratificante para ti. Não só é lucrativa, como vais ajudar a natureza, preservando os insetos que são responsáveis pela polinização.

Queres saber mais? Então continua connosco!

O que faz um Apicultor?

O apicultor faz criação de abelhas para diversos fins. A maior parte dos apicultores cria abelhas para produzirem mel, geleia real, pólen e própolis. Mas também podem criar abelhas para vender para outros apicultores, para polinizar áreas (apicultura migratória), ou para fins científicos.

Os apicultores podem trabalhar em qualquer hora do dia, mas têm de estar sempre com as roupas de proteção. As abelhas protegem as suas colmeias com unhas e dentes, e se fores lá mexer, acredita que pode não correr bem. Por isso, a roupa de proteção tem sempre de estar vestida, e completa!

Também é importante saberes qual o comportamento social das abelhas, tratá-las com cuidado e sempre com muito respeito. Lembra-te que o teu principal objetivo é preservar as abelhas, então o respeito e o cuidado têm de estar sempre presentes.

Como as abelhas fazer cerca de 80% da polinização das plantas, elas são essenciais para a biodiversidade e para a preservação da natureza. Sendo assim, não só estás a cuidar do teu negócio, como de toda a humanidade.

Quais as suas funções

A função do apicultor é criar abelhas. Nesse sentido, ele também tem de cuidar das colmeias, onde as abelhas criam os seus favos de mel.

Existem vários tipos de colmeia. Aquela que as abelhas formam é chamada de colmeia natural. No entanto, os apicultores não costumam fazer uso dessas colmeias, até porque normalmente estão em buracos no solo, árvores ou rochas.

Normalmente usam-se as colmeias tradicionais e as racionais. Ambas são feitas pelo homem, mas a tradicional é totalmente artesanal e não tem critérios de espaço padronizados. As racionais são colmeias mais modernas. Elas foram desenvolvidas a partir de pesquisas científicas para melhorar as condições dos insetos e para uma melhor produção.

As colmeias racionais têm caixilhos removíveis, os quais não danificam os favos ao serem retirados. Além disso, elas permitem centrifugar o mel e depois recolocar o favo na colmeia.

Este é um trabalho diário, e tem de ser feito com todo o cuidado e precaução. Por isso, tens de levar sempre os equipamentos de proteção completos.

Também tens de estar atento a possíveis doenças que estejam a afetar as abelhas. Não podes vacilar, porque se uma doença se prolifera, corres o risco de ter todas as abelhas doentes.

Saídas no Mercado de Trabalho

A Argentina e a China eram os maiores exportadores de mel de todo o mundo. No entanto, a comercialização de mel por parte desses países tem vindo a cair, o que fez com que este mercado se expandisse noutros países do mundo.

Portugal e Brasil são dois países que viram uma oportunidade nesta queda de comercialização de mel e beneficiaram-se bastante nesse sentido, principalmente o Brasil.

Além de ser um negócio em expansão para os proprietários, a apicultura emprega muitas pessoas, então também podes trabalhar para empresas de apicultura como trabalhador dependente.

Como entrar na carreira de Apicultor

O trabalho de apicultor não é fácil, e não é qualquer pessoa que sabe trabalhar na área. Sem dúvida, este é um trabalho que requer conhecimentos prévios, ou podes estar a prejudicar as abelhas, em vez de ajudá-las. Ora, se isso acontece, a produção fica comprometida e os lucros não aparecem.

Sendo assim, tens de investir numa formação antes de entrares nesta carreira. Atualmente já existem cursos bons dedicados em exclusivo à apicultura.

Vais aprender tudo o que precisas saber sobre estes animais fantásticos e tão importantes para a biodiversidade, como, por exemplo:

  • Regulamentação e certificação da apicultura
  • Equipamentos apícolas
  • Produção de mel
  • Instalação de apiários
  • Alimentação artificial
  • Controlo da população de abelhas
  • Prevenção de doenças e seu tratamento
  • Controlo de infestações 

Onde estudar Apicultura

Portugal:

Brasil:

Se queres ser apicultor, então não deixes de estudar antes de te aventurares no mundo das abelhas! Os conhecimentos que vais adquirir são muito importantes e fazem mesmo a diferença na hora do trabalho! Vai à luta e parabéns pela tua decisão! Sem dúvida, uma profissão muito nobre e que beneficia toda a humanidade!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima