Artista Equestre (Circo)

Artista Equestre

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Presencial, Ar Livre

Ordenado Médio Mensal:

1000€ - 1500€

Empregabilidade:

Média

Disciplinas do secundario:

Educação Física Materiais e Tecnologias Oficina de Artes

Idiomas:

Português

O artista equestre é um artista de circo que trabalha com cavalos e faz números com estes animais belíssimos. Sendo um dos números circenses mais antigos, é impossível não olhar para esta profissão com respeito e admiração.

Os cavalos acompanham o ser humano há séculos. Estes animais sempre impuseram respeito, mas também se mostraram capazes de nos acompanhar nas mais diversas atividades. 

Esta relação é tão antiga que há registos dela em pinturas rupestres (pré-história), na mitologia grega, na qual se expressava com o centauro (metade cavalo e metade humano), entre tantos outros exemplos ao longo dos séculos.

Como não poderia deixar de ser, esta aproximação levou os cavalos para as artes e atividades culturais das nossas sociedades. Os circos são exemplo disso mesmo. 

Para teres uma ideia do quão influentes eram os números de cavalos, a arena (picadeiro) tem a forma arredondada exatamente por causa dos cavalos (única atração do circo Philip Astley), pois o público conseguia ver melhor os números de equilíbrio destes animais. 

Se já pensaste em trabalhar com cavalos mas também adoravas trabalhar no meio artístico, então este artigo é destinado a ti. 

Vem descobrir a profissão de artista equestre.

O que faz um Artista Equestre?

O artista equestre trabalha nos circos e está à frente dos números com cavalos. Por isso, este artista de circo tem de saber lidar muito bem com equinos, domesticá-los, ensinar-lhes todos os truques, e ainda tem de ter uma boa noção de espetáculo. 

Estes números incluem vários cavalos no picadeiro, o que exige um grande controlo dos animais por parte do especialista em arte equestre. 

Qualquer animal, seja ele qual for, tem instintos e vontades próprias. Sendo assim, o artista equestre tem de estar sempre atento a qualquer movimento que não esteja alinhado com o plano para corrigir sem que o público tenha tempo de perceber. 

Quais as suas funções

O artista equestre é responsável pelo número de circo que inclui cavalos. Embora possa parecer um número simples aos olhos do público, existe muito trabalho pesado que fica invisível aos nossos olhos. 

Os cavalos não deixam de ser animais selvagens, mesmo que nos acompanhem já há séculos. Por isso, o especialista em arte equestre precisa dominar a arte de lidar com equinos. 

Ter uma relação próxima com estes animais é essencial para conseguir bons resultados. Por isso, o trabalho deste artista inclui todo o tratamento dos animais, como a escovagem do pelo, asseio do animal, entre outras atividades diárias.

É preciso criar laços de amor para conquistar a confiança dos cavalos e, assim, fazer com que os números de arte equestre sejam possíveis. 

Além do tratamento dos animais, é preciso treinar bastante para que nada falhe na hora da apresentação. 

Ter noção de espetáculo é essencial para conseguir conquistar o público. É preciso pensar em todos os detalhes, como movimentos e coreografias dos equinos, músicas a incluir ao longo do número, e também desenhos de luzes e cenários. 

Saídas no Mercado de Trabalho

Apesar dos cavalos serem usados desde os primórdios dos circos, não podemos deixar de dizer que existe uma propensão para a extinção do uso de animais em circos e outras atividades de lazer. 

Atualmente, em Portugal, assim como no Brasil, e em várias partes do mundo, já é proibido usar animais selvagens em circos. No entanto, o cavalo não é incluído neste grupo. Apesar disso, é muito provável que nos próximos anos se proíba também o uso de equinos nos picadeiros.

Por isso, e embora ainda seja possível ter números equestres, é importante deixarmos claro que a tendência é que esta profissão acabe, tal como aconteceu com os domadores, os quais têm um curto período de tempo para se requalificarem e encontrarem um novo cargo. 

Na hora de escolheres uma profissão, tens de levar tudo isto em consideração. 

Como entrar na carreira de Artista Equestre?

Se chegaste até aqui e resolveste seguir a carreira de artista equestre, então o passo seguinte é procurares uma escola que te ensine a domar cavalos. Nunca poderás ser um especialista em arte equestre se não souberes como domar os equinos. 

Além disso, é sempre bom teres conhecimentos de artes circenses. Conhecer os meandros do circo é essencial para conseguires montar um bom espetáculo, mesmo que o teu número não inclua malabarismo, equilibrismo ou ilusionismo

Assim que aprenderes a domar cavalos, o próximo passo é procurares as companhias de circo e ofereceres os teus préstimos. Não é comum veres ofertas de trabalho para artistas de circo, até porque a maioria vai diretamente das escolas de circo para as companhias circenses. 

Por isso, não hesites em bater às portas e oferecer os teus serviços. Com toda a certeza, se estiverem à procura de alguém, vão dar-te uma oportunidade. 

Onde estudar para Artista Equestre?

Ficaste interessado em seguir a profissão de artista equestre? A tua ligação com os cavalos é tão forte que não imaginas a tua vida longe deles? Então não baixes os braços e luta por aquilo com que sempre sonhaste. Com toda a certeza, o teu futuro profissional será brilhante. Nós, do Guia das Profissões, desejamos que tenhas muito sucesso.

Partilhar Post

Deixa o teu testemunho

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top