Criador de Animais

Criador de Animais: Criador de Cães

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Presencial, Ar Livre

Matérias relacionadas:

Biologia

Idiomas:

Português

A profissão de Criador de Animais é ideal para quem gosta muito de bichos, mas exige muita disponibilidade e empenho. Quem se dedica à Criação de Animais não tem horários fixos e pode lidar com vários desafios. Descobre tudo sobre esta profissão…

Os animais de estimação e os animais domésticos estão presentes na vida de muitas pessoas. Cães, gatos, cavalos, ovelhas, galinhas, vacas… Além de uma companhia, os animais são, para algumas pessoas, o seu ganha-pão.

Mas trabalhar como Criador de Animais tem mais do que se lhe diga para lá do romantismo que possas ver na profissão.

As pessoas que querem dedicar-se à Criação de Animais precisam de ter várias qualidades pessoais, como por exemplo muita paciência. Mas também é necessária que tenham conhecimentos específicos sobre a Biologia dos animais. Além disso, precisam de saber de assuntos como alimentação, desparasitação, vacinação e registo dos animais.

Portanto, é bem mais do que só amar os bichos e fazer-lhes festinhas.

Fica connosco para saberes mais sobre como ser Criador de Animais…

Quanto ganha um Criador de Animais

Não é possível calcular um valor médio de rendimentos neste sector, pois tudo depende muito do tipo de animal que esteja em causa.

Por outro lado, também é preciso considerar que a Criação de Animais exige um investimento considerável. É preciso contar com as despesas relacionadas com as instalações e o equipamento utilizado, bem como considerar a alimentação dos animais.

Além disso, é preciso garantir os cuidados veterinários adequados, por exemplo, para vacinação, análises de rotina e problemas de saúde imprevisíveis.

Assim, é preciso fazer bem as contas, ponderando o investimento e a dimensão do negócio que se pretende criar para avaliar se haverá condições para que se torne rentável.

Mas vem entender melhor a profissão…

O que faz um Criador de Animais

Criar um Animal é, mais ou menos, como criar um bebé. Portanto, é preciso cuidar de todos os aspetos relacionados com a sua alimentação, a sua limpeza e aprumo, bem como sobre o seu bem-estar emocional.

É isso mesmo. Os animais também têm sentimentos e os Criadores de Animais devem procurar garantir que se encontram nas melhores condições possíveis. Esta ideia do bem-estar animal tornou-se regra na Lei, deixando de ser apenas conversa de ambientalista.

Atualmente, a legislação prevê que os Criadores de Animais têm que garantir determinadas condições aos seus animais. Portanto, quem não cumprir a Lei, arrisca-se a ser multado ou a ter a sua produção suspensa.

A Criação de Animais pode envolver diferentes fins e tipos de animais. Assim, há pessoas que se dedicam a criar animais de estimação para venda, enquanto outras trabalham com animais domésticos para venderem, por exemplo, leite e lã.

No fundo, tudo depende da motivação e das características de cada pessoa. Todavia, há algumas áreas que são as mais procuradas neste setor. Vamos, por isso, falar um pouco delas…

Criador de Cães de Raça

A Criação de Cães de Raça é bastante exigente, pois requer conhecimentos muito precisos. Assim, terás de saber tudo sobre a raça que pretendes criar, nomeadamente o tipo de pelagem do cão e o tipo de alimentação que será ideal.

Além disso, precisas de saber quais são os traços distintivos da raça, em termos físicos, mas também comportamentais.

Por outro lado, tens de saber quais são as aptidões próprias da raça, para saber a quem podes vender o cão e como o podes fazer. Isto porque há animais talhados para fazerem companhia e outros para cães de guarda, enquanto outros são bons para o pastoreio ou para a caça.

Criador de Ovelhas e Cabras

A Criação de Animais como as Ovelhas e as Cabras exige acesso a condições muito específicas, como terrenos para elas poderem andar e alimentar-se livremente.

No caso das Cabras é, especialmente, importante ter uma área natural ampla, pois são animais que gostam de se empoleirar e de liberdade.

Os Criadores de Ovelhas e Cabras podem dedicar-se à produção de queijo e/ou vender a lã, mas também há aqueles que vivem dos fundos da União Europeia. Há subsídios comunitários que se destinam a apoiar este tipo de Criadores e que podem ser muito interessantes.

Criador de Vacas

Também a Criação de Vacas exige instalações muito específicas, com acesso a pastos ao ar livre. Estes animais podem ser criados para vender leite ou carne.

No caso de raças autóctones, como a vaca Cachena e a vaca Barrosã, a carne é muito apreciada porque são animais que costumam pastar ao ar livre. Assim, pode ser um bom negócio, desde que se tenham as condições necessárias para isso.

Por outro lado, a União Europeia também dá subsídios aos Criadores de Vacas, o que dá, só por si, um bom rendimento.

Criador de Cavalos

A Criação de Cavalos de Raça pode ser muito rentável. Estes animais vendem-se para provas equestres, touradas, corridas ou lazer.

O cavalo Lusitano, uma das raças portuguesas de cavalos mais conhecidas, tem muita fama em todo o mundo. Há pessoas que pagam milhares de euros por um espécimen puro.

Mas, mais uma vez, criar Cavalos exige condições muito específicas, tanto em termos de instalações como de legislação.

Criador de Avestruz

A Criação de Avestruz, chamada de estrutiocultura, pode ser muito rentável.

Além da venda da carne, também se vendem os ovos, as penas para fazer almofadas e edredons e até a pele para confeção de roupas e malas. Os filhotes de avestruz também se vendem.

Nesta área, não há desperdícios e até os ovos inférteis servem para fazer artesanato. Por outro lado, são animais de grande porte que podem render bons quilos de carne.

Além disso, têm uma média de vida longa, podendo chegar aos 70 anos e as fêmeas têm entre 20 a 30 anos de ciclo reprodutivo, pelo que podem garantir filhotes e ovos por um bom tempo.

Criador de Galinhas

O Criador de Galinhas ou Avicultor dedica-se a criar estas aves ou ainda patos, perus e gansos para produzir carne e ovos. É uma área que continua em crescimento, sobretudo à luz das notícias que desaconselham o consumo de carnes vermelhas.

Todavia, se te parece tarefa fácil, pois vias a tua avó a fazê-lo sem problemas, tens de entender que há desafios envolvidos. Nem sempre o processo de incubação e criação de pintainhos decorre como desejado. Além disso, é preciso saber lidar com doenças infeciosas e parasitas.

Criador de Serpentes

Não são muitos habituais os Criadores de Serpentes em Portugal e no Brasil. Contudo, em certos países, este é um tipo de Criação de Animais muito interessante em termos económicos.

As Serpentes são criadas para vender a pele, a carne ou até os dentes, por exemplo para usar em medicinas tradicionais. Além disso, podem vender-se como animais de estimação ou para circos, filmes e séries de televisão.

Contudo, o negócio mais vantajoso a envolver cobras prende-se com a produção de veneno que pode atingir valores muito altos.

Mas é também uma atividade perigosa, o que faz com que poucas pessoas se dediquem a ele. Esse facto também ajuda a aumentar os preços numa área que está relacionada com o rentável mercado farmacêutico.

Quais as suas funções

As funções de um Criador de Animais têm muito a ver com o tipo de bichos a que se dedica. Mas, em termos gerais, todos os Criadores precisam de cuidar dos animais, garantindo-lhes o bem-estar e cuidados de saúde e de limpeza básicos.

Assim, vamos resumir, de seguida, aquelas que são as principais funções de um Criador de Animais:

  • Cuidar da boa alimentação dos animais, adequando-a à idade e ao momento (por exemplo, à fase de amamentação).
  • Tratar dos processos relacionados com a cobrição ou a inseminação artificial das fêmeas.
  • Acompanhar gestação das crias.
  • Zelar pelas boas condições dos animais no parto.
  • Orientar o crescimento saudável das crias.
  • Cuidar ou supervisionar da limpeza e desinfeção diárias.
  • Agilizar desparasitações.
  • Coordenar vacinação dos animais.
  • Registar os animais e tratar das burocracias com colocação de microchip, entre outros.
  • Proporcionar aos animais boas condições para momentos/passeios ao ar livre.
  • Acompanhar animais a pastar ao ar livre.

Saídas no Mercado de Trabalho

Muitas pessoas que se dedicam à Criação de Animais fazem-no porque desejam ter um negócio próprio. Assim, não precisam de responder a patrões, nem de ter um horário rígido. Mas, na verdade, o trabalho pode ser ainda mais exigente.

Além desta opção, um Criador de Animais também pode trabalhar nas explorações de empresários ou até em associações de produtores, mas também em cooperativas e até em lojas de venda de rações animais. Todavia, depende sempre da formação e das competências individuais da pessoa.

Atualmente, com a crescente importância que se dá aos direitos dos animais e ao seu bem-estar, há leis cada vez mais apertadas nesta área.

Assim, as condições de alguns empresários também se complicam, pois precisam de cumprir o que a legislação determina. Ora, isto joga tanto a favor como contra quem procura emprego.

Por um lado, os produtores de animais podem ter que contratar mais pessoas para garantir as condições que a lei prevê para os animais. Mas, por outro lado, podem ter de gastar dinheiro com melhores instalações, pelo que sobrará menos para contratar trabalhadores.

Mas vê como podes dar os primeiros passos nesta área…

Como entrar na Criação de Animais

Quem quer ser Criador de Animais precisa de cumprir a legislação que está em vigor que pode ser muito exigente. A proteção dos direitos animais impõe medidas cada vez mais restritivas, por exemplo no caso de animais selvagens ou exóticos.

Assim, deve ter esse cuidado, pois para comercializar certos animais precisa de uma série de documentos e de cumprir os critérios da CITES, ou seja, a Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Selvagens Ameaçadas de Extinção.

Além disso, é proibido vender animais selvagens online. Todavia, é possível divulgar online os animais de companhia para venda, mas essa venda só pode ser feita nos locais de criação ou em lojas licenciadas para o efeito.

Em Portugal, os Criadores de Animais têm de estar registados na Direção-Geral de Veterinária (DGV). Caso não estejam, arriscam multas pesadas.

Por outro lado, os animais para vender também devem ter números de identificação próprio. No caso dos cães e gatos, devem ter chips. Aqueles que sejam de raça pura, devem estar inscritos no LOP, ou seja, o Livro de Origens Português que inclui a identificação dos cães de raça pura existentes em Portugal.

E embora não seja necessária uma formação específica para entrar nesta área, convém sempre fazê-la, pois só assim se ficará mais bem preparado para o mercado de trabalho.

Onde estudar para Criador de Animais

Há vários tipos de cursos dedicados à Criação de Animais e que podem ser um bom primeiro passo para seguir carreira nesta área. Mas deves escolher a opção mais adequada para o que pretendes fazer, bem como para o teu perfil.

Além de cursos profissionalizantes e de formações específicas e de curta duração, também há cursos superiores dedicados à produção animal. Assim, tens apenas de ponderar qual será a melhor solução para ti e para aquilo que queres fazer no futuro.

Confirma algumas das opções que te deixamos em termos de cursos na área da Criação de Animais…

Portugal:

Brasil:

Agora que já conheces os desafios por que um Criador de Animais passa, pensa bem se tens o que é preciso para esta profissão. A Criação de Animais exige muito empenho, com horários flexíveis, mas duros, e até algum sofrimento quando as coisas correm menos bem. Mas decide com cabeça e coração e tem muito sucesso.

Partilhar Post

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top