Escritor

Escritor

O escritor é a pessoa que expressa as suas ideias e comunica através de palavras, usando várias técnicas e estilos. Esta é uma profissão artística, independentemente do tipo de literatura, como, por exemplo, poesia, ensaios, romances, contos, artigos científicos, entre outros.

Outros nomes para esta profissão:

  • Modalidades: Teletrabalho, Presencial, Ar Livre
  • Ordenado Médio Mensal: 1000€ - 1500€
  • Empregabilidade: Média
  • Empregabilidade: Trabalho Solitário, Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Filosofia, História, História da Cultura e das Artes, Línguas, Literatura, Psicologia, Sociologia
  • Idiomas: Francês, Inglês, Português

Ser escritor é bem mais do que saber escrever bem e sem erros ortográficos. É ser alguém que vive e respira literatura, que gosta de contar histórias, que consegue transmitir o que sente por meio de palavras.

Normalmente, os escritores contribuem amplamente para enriquecer a cultura de um povo, de uma nação, e até da sociedade como um todo, até porque a literatura não tem barreiras nem fronteiras.

Se esta é uma profissão que te interessa, então estás no sítio certo! Aqui vamos mostrar-te tudo o que precisas saber para entrares nesta carreira com o pé direito! Curioso?

Vem connosco!

O que faz um Escritor?

O escritor é a pessoa que escreve qualquer tipo de obra ou documento que seja de sua própria autoria. Embora qualquer pessoa se possa dedicar à escrita, quando falamos de escritores, aqui, estamos a falar de pessoas que escrevem profissionalmente, que fazem da escrita uma forma de obter rendimentos.

Embora a maioria das pessoas associe os escritores aos romancistas (pessoa que escreve romances), todos os profissionais que escrevem livros, textos, artigos, poemas, resenhas, são considerados escritores.

Com a internet, existem várias pessoas que passam a escrever artigos e textos no meio digital. Estas pessoas podem também ser consideradas escritoras, desde que o façam profissionalmente. São também chamados de Web Writers, ou Copywriters (textos persuasivos).

No caso dos ghost writers, o que os distingue é o facto de não assinarem as suas obras. Isto não os faz menos escritores que os outros. Eles só cedem os direitos autorais da sua obra, quer seja em obras físicas ou digitais.

Em qualquer dos casos, é preciso ter muita criatividade e saber usar as palavras para conseguir transmitir aquilo que sentem, pensam, e querem passar para o público.

Outro aspeto que pode definir um escritor é o facto de ter leitores. Um escritor não é só aquele que desenvolve uma obra literária, mas também a pessoa que tem leitores, que tem quem leia a sua obra.

Então, os escritores são reconhecidos como tal. Isto não quer dizer que para serem escritores precisam ser famosos. Nada disso! Ser reconhecido implica só que existam leitores para a sua obra, o que não quer dizer que um escritor seja famoso.

Diferenças entre Escritor e Autor

Antes de aprofundarmos mais o trabalho e o dia a dia de um escritor, é bom esclarecer aqui as diferenças entre os escritores e os autores. Muitas pessoas olham para os dois como um só, quando não é verdade. Todos os autores são escritores, mas nem todos os escritores são autores. Parece estranho?

Vamos ver!

O autor é um escritor que se preocupa com a qualidade da história que está a desenvolver. Ele está sempre preocupado em ter um bom enredo desde a primeira até à última página. Além disso, a qualidade da escrita é levada muito a sério. É normal que os autores usem palavras mais “caras” e eruditas, para “seduzirem” os leitores.

Podemos dizer que os best sellers são autores. Falamos de escritores que envolvem o leitor. Este tipo de obra envolve um trabalho bem mais complexo, demorado, e também envolve outros profissionais, como revisores, tradutores, entre outros.

Já o escritor é todo aquele que se dedica à escrita, que gosta de expor as suas ideias, as suas histórias, os seus pensamentos… Por exemplo, um jornalista pode, também, ser considerado um escritor.

Quando comparamos a obra de um escritor e de um autor, podemos perceber que os escritores não têm tanta preocupação em ter um enredo exímio. Normalmente ele tem uma linha de pensamento e desenvolve-a, sem ter essa preocupação excessiva como os autores.

Quais as suas funções

O escritor tem como principal função escrever! Não importa qual o género literário! O seu objetivo é que os leitores consigam perceber a mensagem que ele quer passar.

Assim sendo, o escritor pode desempenhar várias funções e tarefas no seu dia a dia, como, por exemplo:

  • Conceber a obra literária a desenvolver, seja ela uma novela, um roteiro, um guião, um livro, um artigo científico ou uma notícia
  • Escrever a obra
  • Editar e publicar a obra
  • Fazer pesquisa para desenvolver o conteúdo da sua obra
  • Desenvolver manuais, brochuras ou publicações técnicas
  • Rever e verificar a gramática e a correção do conteúdo

Saídas no Mercado de Trabalho

A vida de um escritor não é assim tão fácil como se possa pensar. Sem dúvida, ter retorno financeiro, principalmente no início de carreira, é muito difícil.

É certo que a maioria dos escritores quer ter os seus próprios livros publicados, mas uma forma de conseguirem ter rendimento mais facilmente é optando por escrever críticas ou notícias para jornais, artigos científicos, ou então na internet.

O mundo digital oferece imensas possibilidades, desde publicar e-books (livros digitais), a escrever artigos para sites, blogs, ou até textos de vendas (copys).

Além disso, o escritor também pode ensinar outras pessoas a produzir obras literárias, dando aulas em escolas, ou até cursos particulares.

Podem, ainda, encontrar trabalho em:

  • Agências de comunicação
  • Editoras
  • Jornais
  • Televisão
  • Assessorias de Imprensa

Como entrar na carreira de Escritor?

Para seres escritor não precisas ter nenhum curso específico. Sem dúvida, a única coisa que precisas é mesmo saber escrever bem e saber transmitir as tuas emoções, sentimentos, pensamentos e ideias para o papel ou, nos dias atuais, para um documento de texto no computador.

Não há muito por onde fugir. Quem quer escrever tem de ler muito, interpretar textos e, claro, escrever todos os dias. A prática leva à perfeição, por isso não podes deixar de escrever um único dia.

Obviamente que ter conhecimentos teóricos e práticos pode fazer uma grande diferença. Por isso, pode ser bom teres um curso na área das Letras, como Línguas, Literaturas e Cultura; Ciências da Linguagem; Estudos Portugueses, entre outros.

Onde estudar para ser Escritor?

Além dos cursos superiores que mencionamos anteriormente, existem também cursos mais práticos e específicos para as pessoas que querem tornar-se escritores. Vejamos alguns exemplos.

Portugal:

Brasil:

Sempre sonhaste em ser escritor? Então não desistas dos teus sonhos. Com toda a certeza vais encontrar o sucesso! Estuda, pratica, e não te esqueças de ler muito, porque vai fazer toda a diferença! 😊

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima