Especialista de SIG (Sistemas de Informação Geográfica)

Especialista de SIG - Sistemas de Informação Geográfica

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Teletrabalho, Presencial, Ar Livre

Matérias relacionadas:

Geografia Informática Matemática

Idiomas:

Português

O Especialista de SIG é um profissional que trabalha com Sistemas de Informação Geográfica para reunir, gerir e analisar dados geográficos e espaciais. Estes dados são usados para vários fins, por exemplo para planeamento urbano. Mas vem descobrir tudo sobre esta profissão…

Os Sistemas de Informação Geográfica (SIG ou GIS na sigla em Inglês) referem-se a um conjunto de dados que podem ser analisados através de softwares próprios.

Portanto, estamos a falar de dados de tipo geográfico e/ou espacial que são usados para mapeamento, planeamento urbano, gestão de trânsito ou até marketing.

O Especialista de SIG trabalha com tecnologias para recolher e introduzir dados num SIG. Assim, com base nesses dados, cria mapas e gráficos através do software.

Também tem de gerir a informação e a sua apresentação a quem a pediu. Assim, os responsáveis conseguem ler esses dados de forma rápida e fácil para tomarem decisões acertadas.

Mas continua a ler para entender um pouco melhor sobre o assunto…

O que são os Sistemas de Informação Geográfica?

Os Sistemas de Informações Geográficas (SIG) integram equipamentos e meios tecnológicos para estudar os espaços terrestres e, assim, compreender melhor o mundo.

Portanto, são usados por investigadores, Governos e empresas privadas para responder a problemas. Mas, através de mapas inteligentes, também podem ajudar a fazer previsões.

Estamos a falar de uma área que junta vários saberes, mas que combina tecnologias de sensoriamento remoto, de GPS e de geoprocessamento.

Deste modo, os SIG usam satélites e radares para captar informações e imagens sobre os espaços terrestres, como, por exemplo, o tamanho de uma área agrícola ou de um incêndio, a dimensão de uma zona desmatada ou até as massas de ar.

Estes Sistemas também recolhem coordenadas geográficas através de GPS.

Depois disso, os dados reunidos são trabalhados em mapas, gráficos e cartogramas, por exemplo. Além disso, há softwares que enriquecem esses mapas e que facilitam a leitura para os mais diversos fins.

O Google Earth e o Google Maps, que são bem conhecidos por muita gente, utilizam várias funcionalidades de um SIG e, portanto, ajudam a perceber um pouco como funcionam estes sistemas.

Quanto ganha um Especialista de SIG

A área dos Sistemas de Informação Geográfica é bastante bem paga. Contudo, tudo depende das funções dos especialistas e da sua experiência, bem como do setor onde trabalham.

Os profissionais das áreas da gestão e da consultoria científica têm salários um pouco mais altos.

Quando o Especialista de SIG faz também as funções de analista de dados e/ou de programador dos Sistemas, pode ganhar mais. Mas se só recolher e introduzir dados nos sistemas, terá um ordenado mais baixo.

Vem daí conhecer melhor o universo de trabalho destes profissionais…

O que faz um Especialista de Sistemas de Informação Geográfica

O trabalho dos Especialistas de SIG passa por ver, analisar, interpretar e questionar dados. Portanto, tem de entender as relações entre esses dados, por exemplo para detetar tendências e padrões.

Quem trabalha com SIG bebe muito dos princípios de trabalho de um Geógrafo, bem como da Topografia.

Através destes sistemas computacionais, os Especialistas de SIG ajudam a tomar decisões inteligentes. Assim, conseguem identificar problemas e fazer previsões através de mapas e grafismos 3D.

A tecnologia é usada em diversos campos, por exemplo para mapear terras e áreas agrícolas, planear áreas urbanas e barragens. Mas até pode ajudar as operadoras de telemóveis a decidirem onde vão colocar as suas antenas.

O papel de um Especialista de SIG é muito semelhante ao de um Cartógrafo. Portanto, ambos usam as novas tecnologias para mapear a superfície da Terra. Mas essa é uma explicação muito simplista para uma área tão complexa.

Fica connosco para entender qual é, afinal, o trabalho de um Especialista de SIG…

Quais as suas funções

As funções de um profissional de Sistemas de Informação Geográfica podem ser diferentes conforme o trabalho que fizer. Assim, pode ter de fazer apenas o desenvolvimento do SIG ou a análise dos dados. Contudo, também pode reunir ambas as funções.

Mas, em termos gerais, os Especialistas SIG tratam da gestão, desenvolvimento e manutenção de Sistemas de Informação Geográfica, bem como da recolha e análise de dados.

Porém, podem desdobrar-se em diversas tarefas.

Espreita, já de seguida, as principais funções do dia-a-dia de um Especialista de SIG:

  • Recolher dados geográficos e demográficos
  • Integrar e editar dados 
  • Criar mapas e gráficos
  • Gerir bases de dados
  • Extrair dados de imagens de satélite para usar em SIG
  • Conceber e implementar SIG
  • Fazer levantamentos de campo clássicos ou com GPS
  • Analisar e modelar dados espaciais.

Todavia, além destas funções, os Especialistas de SIG podem ter outros trabalhos pela frente. Até podem ter de resolver problemas matemáticos!

Além disso, se trabalhar no setor elétrico terá de realizar tarefas como, por exemplo, a referenciação geográfica de Linhas Elétricas de Alta Tensão e a análise de relatórios de inspeção das mesmas.

Mas vem saber quais são as tuas hipóteses de emprego nesta área…

Saídas no Mercado de Trabalho

A área dos Sistemas de Informação Geográfica cresceu muito nos últimos anos. Os profissionais desta área encontram várias saídas no mercado, desde o setor privado ao público.

Assim, os Especialistas de SIG podem trabalhar em empresas do sector elétrico, da engenharia, da geologia e da consultoria.

Mas também têm emprego em empresas públicas de gestão de resíduos e da água, ou até em institutos do setor agrícola e ambiental. Todavia, podem trabalhar na administração local, por exemplo em órgãos municipais.

Podem ainda seguir a carreira académica como professores ou investigadores em SIG.

Além disso, podem até trabalhar na área da Engenharia Informática, por exemplo, colaborando para criar apps baseadas na localização.

Na verdade, vários profissionais de áreas com empregos reduzidos procuram os Sistemas de Informação Geográfica como alternativa.

Como entrar na carreira de Especialista de SIG

Os Técnicos de SIG que fazem apenas recolha de dados podem não precisar de formação específica para entrarem nesta área.

Mas devem ter conhecimentos nas áreas da cartografia e da geografia, entre outros.

Os empregadores da área florestal, por exemplo, exigem conhecimentos de vegetação. Porém, se a entidade contratante for uma empresa elétrica, podes ter de saber alguma coisa de eletricidade.

Portanto, tudo depende do setor onde vais trabalhar. De qualquer modo, é sempre preciso saber usar softwares como Excel e QGIS. Além disso, deves ter bons conhecimentos de informática, mas também ser focado e gostar de analisar dados.

Contudo, quem quer trabalhar no desenvolvimento e na análise de SIG deve ter formação adequada nesta área.

Fica por cá para saber como podes aprender esta profissão…

Onde estudar Sistemas de Informação Geográfica

Já há vários cursos no mercado em torno dos SIG, uma vez que se trata de uma área em amplo crescimento. Portanto, poderás encontrar diversas opções, desde formações profissionais a cursos superiores.

A escolha deve ser feita em função do teu perfil pessoal. Portanto, tens de decidir se tens competências e vontade para ir para o Ensino Superior.

Mas para te ajudar nesta escolha, deixamos-te de seguida algumas opções de cursos…

Portugal:

Brasil:

Agora que já sabes o que faz um Especialista de SIG, estás mais preparado para decidir se é o que queres para o teu futuro. Mas não te esqueças de que a área dos Sistemas de Informação Geográfica exige saberes muito técnicos. Qualquer que seja a tua decisão, desejamos-te muito sucesso.

Partilhar Post

Deixa o teu testemunho

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top