Microbiologia Médica

microbiologia médica

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Presencial

Matérias relacionadas:

Biologia Física Matemática Química

Idiomas:

Inglês, Português

A Microbiologia Médica é uma nova subespecialidade médica da área da Patologia Clínica, reconhecida em Portugal em 2018. Esta subespecialidade dedica-se ao estudo de diagnóstico e terapêutico de doenças infeciosas.

Sem dúvida, as últimas décadas foram marcadas por uma evolução tecnológica gigante, assim como a uma evolução de conhecimento enorme, principalmente nas áreas complementares de diagnóstico, onde se inclui a Patologia Clínica.

Embora esta evolução se tenha sentido em muitas áreas da Medicina, quando falamos do diagnóstico das síndromas infeciosas, essa evolução foi ainda mais sentida. Tudo se deveu, com toda a certeza, ao aparecimento de metodologias de diagnóstico mais rápidas, de elevada especificidade e sensibilidade.

Estas metodologias permitiram, então, diminuir o tempo de resposta média e fazer diagnósticos etiológicos que antes não se conseguiam realizar. Portanto, a Microbiologia Médica passou a ser um campo muito complexo e, como tal, houve a necessidade de ter profissionais especializados na área.

Se esta é uma área que te interessa, então estás no sítio certo. Neste artigo vamos mostrar-te tudo o que precisas saber sobre esta carreira. Vais descobrir o que faz um médico microbiologista, quais as funções que tem no seu dia a dia, as saídas profissionais, assim como o percurso que terás de fazer para seguir esta profissão.

Vens connosco?

O que faz um Médico Microbiologista?

O especialista em Microbiologia Médica chama-se médico microbiologista e dedica-se ao estudo diagnóstico e terapêutico de doenças infeciosas. Este é um trabalho de laboratório, típico da especialidade da Patologia Médica, mas também envolve a discussão médica, para oferecer aos pacientes o melhor tratamento.

Como vimos, houve uma grande evolução no que diz respeito às metodologias de diagnóstico, principalmente nas síndromas infeciosas. Se isso já era motivo para surgirem especialistas na área, o facto de o paradigma das doenças infeciosas ter mudado ainda fez com que essa necessidade aumentasse.

Sem dúvida, quando olhamos para as doenças infeciosas, vemos algumas mudanças, não só por causa do constante envelhecimento populacional, como pelas alterações climáticas, o aparecimento de doenças crónicas mais frequente, assim como pelas melhorias de transportes e da comunicação entre diferentes populações e pela proliferação de infeções causadas por microrganismos multirresistentes.

Por todos estes motivos, o patologista clínico teve de se especializar em microbiologia para dar respostas às novas necessidades da área.

Além do seu trabalho em laboratório, o especialista em Microbiologia Médica também passou a apoiar e a intervir nas decisões clínicas. Portanto, podemos dizer que ele é quase como um “consultor” que apoia o diagnóstico e o tratamento de doenças infeciosas.

Este especialista também tem uma atividade de vigilância da infeção em laboratórios de Microbiologia, principalmente quando o assunto é a resistência aos antimicrobianos.

Ainda tens dúvidas sobre a profissão ideal para ti? Então não deixes de fazer os nossos Testes Vocacionais!

Quais as suas funções

O médico com subespecialidade em Microbiologia Médica foca-se no diagnóstico de síndromas infeciosas e no apoio a outros médicos especialistas, de forma a oferecer as melhores soluções de tratamento aos pacientes.

O médico microbiologista tem conhecimentos profundos de bacteriologia, micologia, virologia e parasitologia, pois são esses conhecimentos que lhe vão permitir fazer um diagnóstico microbiológico correto.

A maior parte do tempo passa no laboratório, no qual ele faz a análise das amostras para diagnóstico. O trabalho envolve, por exemplo:

  • Isolar agentes patogénicos
  • Identificar agentes patogénicos
  • Fazer o diagnóstico serológico
  • Realizar o diagnóstico por métodos moleculares
  • Determinar a suscetibilidade a antifúngicos e antibacterianos

Além do trabalho em laboratório, este especialista faz consultoria no que diz respeito ao diagnóstico, tratamento e prevenção de síndromas infeciosas.

Este médico também trabalha no controlo da infeção, assim como na vigilância das infeções e de resistência aos antimicrobianos.

Como o seu trabalho é maioritariamente em laboratório, então é essencial que este médico seja capaz de dirigir um laboratório de Microbiologia.

Outras tarefas deste especialista são:

  • Propor políticas comunitárias, assim como hospitalares, com o objetivo de controlar o uso de antimicrobianos
  • Propor políticas hospitalares para prevenir infeções que estão associadas aos cuidados de saúde
  • Colaborar com instituições de vigilância epidemiológica
  • Colaborar com autoridades de saúde pública
  • Fazer investigação em Microbiologia Médica
  • Participar na formação de médicos microbiologistas, entre outros especialistas em doenças infeciosas

Saídas no Mercado de Trabalho

O médico microbiologista pode trabalhar em laboratórios de Microbiologia, em hospitais públicos e privados. Tanto em Portugal, como no Brasil, assistimos a uma procura por estes profissionais cada vez maior, até porque esta subespecialidade ganha cada vez mais espaço.

Portanto, se estás à procura de uma subespecialidade médica na área da Patologia Clínica que te ofereça excelentes oportunidades de trabalho, considera seriamente a subespecialidade de Microbiologia Médica.

Descobre também a profissão de Anatomopatologista

Como entrar na carreira de Microbiologia Médica?

Para seguires a carreira de Microbiologia Médica, antes de qualquer outra coisa, tens de fazer o mestrado integrado em Medicina, o qual tem uma duração de 6 anos. Concluídos esses 6 anos de formação, tens de fazer o Ano Comum, composto por 1 ano de internato médico no qual vais passar por todas as especialidades.

Deverás, então, escolher o internato em Patologia Clínica, o qual tem uma duração de 48 meses. Este internato consiste em diferentes estágios:

  • Formação básica de 1 mês
  • Química Clínica de 12 meses (9 meses de laboratório e 3 de clínica)
  • Hematologia de 12 meses (10 meses de laboratório e 2 meses de clínica)
  • Imunologia de 7 meses (5 meses de laboratório e 2 de clínica)
  • Microbiologia de 12 meses (10 meses de laboratório e 2 de clínica)
  • Citogénica, Genética Bioquímica e Molecular de 4 meses

Concluído este internato, tens de te inscrever no Colégio da Especialidade da Ordem dos Médicos.

Para entrares no programa de formação em Microbiologia Médica e seres considerado médico especialista na área, tens de ter uma série de requisitos mínimos. Vejamos!

  • Estar inscrito na especialidade de Patologia Clínica na Ordem dos Médicos
  • Ter, pelo menos, 2 anos de atividade diária em Microbiologia, com funções de médico especialista em Patologia Clínica
  • Trabalhar com um médico, no mínimo, com a subespecialidade de Microbiologia Médica num Serviço de Patologia Clínica
  • Trabalhar em Serviço de Patologia Clínica cujo diretor seja médico patologista clínico

Como ser especialista em Microbiologia Médica no Brasil?

Já no Brasil, além da faculdade de Medicina (6 anos), tens de fazer a residência em Patologia Clínica / Medicina Laboratorial (3 anos). Esta residência, ao contrário de outras, é de acesso direto.

Durante a residência médica, vais trabalhar em enfermarias e ambulatórios de clínica médica, assim como em urgências, serviços de pediatria, obstetrícia e ginecologia.

O treinamento em epidemiologia, estatística, informática médica, assim como em gestão de laboratórios clínicos, também faz parte da residência em Patologia Clínica.

Assim que concluíres a especialização, tens de te registar no Conselho Federal de Medicina (CFM). Nota que é obrigatório o registo dos certificados nos Conselhos de Medicina no estado em que trabalhas para conseguires o Registro de Qualificação de Especialista (RQE).

Onde estudar Medicina?

Portugal:

Brasil:

Estas são apenas algumas das faculdades onde podes tirar o teu curso de Medicina. Sabemos que não vai ser um caminho fácil, tampouco curto, mas é muito compensador. Se o teu sonho é seguires Microbiologia Médica, então dedica-te muito ao longo da tua formação. Acredita em ti, pois vai valer a pena todo o esforço. Sucesso!

Partilhar Post

Deixa o teu testemunho

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top