Neurocirurgião Pediátrico

neurocirurgia pediátrica

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Presencial

Ordenado Médio Mensal:

2000€ - Máximo

Empregabilidade:

Alta

Disciplinas do secundario:

Biologia Física Matemática Psicologia Química

Idiomas:

Inglês, Português

O neurocirurgião pediátrico diagnostica e trata problemas neurológicos, sejam eles tumorais ou congénitos, através de cirurgias, em crianças e adolescentes.

O trabalho em pediatria, independentemente da subespecialidade, é sempre muito nobre. Cuidar dos mais novos é cuidar da geração futura, dar-lhes oportunidades de viver mais e melhor.

Por isso, olhamos para estes profissionais como heróis de bata, que olham pelo futuro destes pequenos e fazem de tudo para que estes possam ser felizes e saudáveis.

Se gostas particularmente de pediatria e neurologia, mas sentes que a tua vocação é cirurgia, então estás no sítio certo. Neste artigo, vamos dar-te a conhecer a profissão de neurocirurgião pediátrico.

Vais descobrir, aqui, o que este especialista faz, quais as funções que tem no seu dia a dia, as saídas no mercado de trabalho, assim como todo o percurso até conseguires esta subespecialidade.

Vens connosco?

O que faz um Neurocirurgião Pediátrico?

O neurocirurgião pediátrico faz o diagnóstico de doenças do sistema nervoso em crianças e adolescentes, cujas soluções sejam cirúrgicas. Estas doenças podem ser congénitas ou então tumorais. De entre os problemas congénitos mais comuns podemos falar aqui da hidrocefalia, craniossinostoses , assim como espinha bífida.

Além destes problemas, este cirurgião também pode tratar cirurgicamente outras patologias, como, por exemplo, epilepsia, espasticidade e distonias.

A neurocirurgia pediátrica é, portanto, a especialidade médica que trata as doenças neurológicas na infância.

Como as doenças que acometem as crianças e jovens são diferentes daquelas que ocorrem nos adultos, é importante que os médicos se especializem e aprofundem os seus conhecimentos em malformações espinhais e cranianas, assim como em hidrocefalias.

Além das doenças que ocorrem nas crianças serem diferentes, o tratamento também exige maiores cuidados. As cirurgias em crianças são, sem dúvida, bem mais delicadas do que as cirurgias em adultos.

Como falamos de uma especialidade que trata doenças muito específicas, é essencial que o cirurgião que orienta o tratamento seja experiente e tenha muita prática na área.

Ainda não sabes se esta é a melhor profissão para ti? Experimenta os nossos Testes Vocacionais!

Quais as suas funções

O neurocirurgião pediátrico tem como principal função diagnosticar e tratar problemas do sistema nervoso. Como o próprio nome indica, ele faz cirurgias no sistema nervoso em crianças e jovens. O sistema nervoso é constituído pelo cérebro e pela medula espinal.

No entanto, ele também pode ser consultado noutras circunstâncias. Quando, por exemplo, surgem dúvidas sobre resultados num exame de doenças neurológicas durante uma consulta em pediatria, é normal que se encaminhe a criança para neurocirurgia.

É muito importante que todo o acompanhamento seja feito com um discurso claro, objetivo, esclarecedor, mas também empático e esperançoso. É fundamental que o médico consiga dar esperança e tranquilidade à família.

Problemas / Doenças tratadas em Neurocirurgia Pediátrica

Como vimos, as doenças e problemas do sistema nervoso que acometem as crianças são diferentes daquelas que surgem nos adultos. Em neurocirurgia pediátrica, as principais doenças que surgem são:

  • Deformidades da coluna vertebral
  • Deformidades craniofaciais
  • Anomalias da marcha
  • Traumatismos dos nervos periféricos, cranioencefálicos e raquimedulares
  • Tumores do cérebro, nervos periféricos e raquimedulares
  • Doenças congénitas
  • Anomalias vasculares

Saídas no Mercado de Trabalho

O neurocirurgião pediátrico pode trabalhar em hospitais públicos, ou então em hospitais privados. Em Portugal, existem mais e melhores oportunidades em hospitais públicos. Além de uma progressão na carreira, possibilitam a investigação científica e médica, mas também o atendimento de uma maior variedade de paciente.

No Brasil, o setor privado oferece melhores condições de trabalho e melhores salários. O SUS, embora essencial para o atendimento dos pacientes, ainda carece de muitos apoios financeiros, o que torna difícil o trabalho de todos os profissionais de saúde.

Como entrar na carreira de Neurocirurgião Pediátrico?

O percurso académico do neurocirurgião pediátrico é bastante longo, até porque a neurocirurgia pediátrica é uma subespecialidade, o que significa que terás de te dedicar mais um pouco à tua carreira.

Sem dúvida, o curso de medicina é um dos mais difíceis e é também o mais longo. Portanto, prepara-te para passar alguns anos ainda a estudar. Vamos ver agora como é esse percurso em Portugal e no Brasil.

Como seguir Neurocirurgia Pediátrica em Portugal?

Para seguires a profissão de neurocirurgião pediátrico em Portugal tens de fazer, primeiro, o mestrado integrado em medicina e depois o Ano Comum (internato comum a todas as especialidades). Depois de concluído este, tens de escolher a especialidade de neurocirurgia e fazer o internato nesta (72 meses).

Para a subespecialidade em neurocirurgia pediátrica, é preciso seres um médico especialista inscrito no Colégio da Especialidade de Neurocirurgia da Ordem dos Médicos. Além disso, necessitas ter:

  • Exercício profissional efetivo de, pelo menos, 2 anos, assim como formação específica em neurocirurgia pediátrica, num setor ou unidade de neurocirurgia pediátrica, desde que este seja reconhecido pelo Colégio da Especialidade de Neurocirurgia da Ordem dos Médicos. O exercício profissional tem de ter, obrigatoriamente:
    • Atividade cirúrgica – Pelo menos 30 cirurgias por ano
    • Consultas externas – Pelo menos 50 consultas anuais
    • Escalas de serviços em urgência de neurocirurgia pediátrica, pediatria ou neurocirurgia, com atendimento de jovens e crianças (incluem-se aqui também as cirurgias de emergência e urgentes)
    • Atividades científicas em neurocirurgia pediátrica
  • Formação em neurocirurgia pediátrica, ou experiência em gestão clínica e organizativa num setor ou unidade em neurocirurgia pediátrica, ou exercício profissional efetivo durante, pelo menos, 3 anos em neurocirurgia pediátrica.

As exigências anteriores podem, ainda, ser colmatadas/substituídas por:

  • Cursos / Estágios em neurocirurgia pediátrica
  • Trabalhar como responsável de formação nesta especialidade
  • Trabalhos científicos publicados/apresentados em reuniões acreditadas
  • Trabalho como formador de cursos da especialidade
  • Participar de comissões ou grupos de trabalho da Sociedade Portuguesa de Neurocirurgia

Se tiveres uma pós-graduação em neurocirurgia pediátrica, esta vai ser de grande valor, assim como experiência em atividade docente.

Como seguir Neurocirurgia Pediátrica no Brasil?

No Brasil, os neurocirurgiões pediátricos precisam fazer a graduação em medicina, assim como em Portugal. Esta tem a duração de 6 anos. Depois precisam fazer a residência médica em neurocirurgia geral, a qual dura mais 5 anos. Com a residência concluída, têm de tirar o título de especialista em neurocirurgia na Sociedade Brasileira de Neurocirurgia.

Concluído este percurso, têm de fazer especialização e treinamento em neurocirurgia pediátrica. O recomendado é que se façam, no mínimo, 6 meses de treinamento intensivo, assim como 45 neurocirurgias pediátricas por ano, pelo menos.

É também importante participar de congressos e cursos da especialidade, assim como realizar publicações científicas / apresentações em eventos da especialidade.

Onde estudar Medicina?

Portugal:

Brasil:

Queres ser um neurocirurgião pediátrico de referência? Então dedica-te muito ao longo dos teus estudos e da tua carreira. Pode parecer um caminho muito longo, mas vai valer a pena todos os dias e noites que deixaste de estar com família e amigos para seguires um sonho. Sucesso!

Partilhar Post

Deixa o teu testemunho

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top