Pianista

Pianista

Um pianista é um músico que normalmente iniciou os seus estudos em tenra idade, realizou o percurso complementar pelo conservatório e depois concluiu mais 5 anos de formação musical superior, pois para seguir esta carreira como profissional é essencial dominar o instrumento e o conhecimento musical.

Outros nomes para esta profissão:

  • Modalidades: Presencial
  • Ordenado Médio Mensal: 1000€ - 1500€
  • Empregabilidade: Média
  • Empregabilidade: Trabalho Solitário, Trabalho em Equipa
  • Disciplinas do Secundário/ensino médio: Geografia, Geometria Descritiva, História, Línguas, Literatura, Matemática, Oficina de Artes
  • Idiomas: Inglês, Latim, Português

Um licenciado desta área é, então, um técnico superior com conhecimentos numa área artística num ensino vocacional. Um pianista interpreta temas ou trechos a solo, em pequenos grupos ou em grandes orquestras.

É uma profissão com expressão a partir de meados do século XIX, mas a sua afirmação foi só século XX.

O curso de piano é uma variante dos cursos superiores da área vocacional dentro das várias ofertas que o estudo da música tem para oferecer, e tem sempre um pré-requisito onde são colocados à prova os conhecimentos dos candidatos, pois é preciso ter as bases.

Se quer saber mais sobre esta profissão, então continue neste artigo e descubra como é a vida de um pianista, quais as suas funções, como pode entrar na carreira e quais as saídas no mercado de trabalho. Confira!

O que faz um Pianista?

Historicamente o piano foi dos últimos instrumentos a juntar-se à orquestra, e a sua presença enriquece, sem dúvida, substancialmente a harmonia final.

São inúmeros os estilos musicais onde o piano tem a sua presença, como, por exemplo:

  • Jazz
  • Clássico
  • Música de câmara
  • Grupos de animação musical
  • Coros
  • Ópera
  • Pop
  • Rock
  • MPB
  • Samba
  • Blues
  • Música antiga

Assim como todos os músicos, um pianista passa grande parte do seu tempo num estudo solitário com o seu instrumento. Quando chega à altura de praticar em conjunto, já o pianista tem um número grande de horas investidas na preparação da peça, pois não é uma tarefa simples.

Apesar do sonho de todos os pianistas seja ser um grande artista, reconhecido mundialmente, a maioria deles encontra, com toda a certeza, como trabalho seguro, a docência de piano.

O profissional formado ao nível superior em piano pode dar aulas em escolas públicas e privadas, no ensino geral de música, assim como pode dar aulas de piano em escolas de música, academias de música, conservatórios e em faculdades.

Quais as suas funções

As funções de um cantor são várias, mas podemos destacar, por exemplo:

  • Apresentação a solo
  • Apresentação em banda
  • Trabalhos de gravação
  • Apresentação orquestras
  • Apresentação em pequenos grupos
  • Trabalhos de estúdio
  • Ensino
  • Acompanhamento de instrumentos, solistas, ou cantores

Saídas no Mercado de Trabalho

O pianista encontra, como principal saída no mercado de trabalho, sem dúvida, o ensino da música, em especial o ensino de técnicas de piano. No entanto, ele também pode trabalhar em:

  • Orquestras ligeiras / sinfónicas
  • Grupos corais
  • Bandas de música
  • Grupos de câmara
  • Estúdios de gravação
  • Programas televisivos (Musicais)
  • Teatros (musicais)
  • Bares (música ambiente)
  • Bandas de diversos estilos musicais
  • Empresas de publicidade
  • Empresas audiovisuais
  • Companhias de ópera

Em Portugal, assim como no Brasil, a carreira artística, seja ela de que género for, é muito desvalorizada socialmente, o que faz com que as oportunidades de criar uma carreira sólida como artista seja bastante difícil. No entanto, sempre existe a possibilidade de criá-la, com muito empenho, estudo, dedicação, trabalho, e também com os conhecimentos certos.

Por isso mesmo, uma boa parte do seu trabalho será, ou deverá ser, angariar o máximo de contactos profissionais.

Como entrar na carreira de Pianista

Sabendo que a carreira de pianista é uma área vocacional, então devemos dizer que esta deve ser trabalhada desde muito cedo. Sem dúvida, quando falamos de profissões artísticas, não podemos deixar de dizer que o trabalho desde criança é um fator determinante para o sucesso.

Regra geral, o estabelecimento de ensino, ou então os próprios professores, convidam os melhores alunos a trabalharem com eles.

Concursos públicos (ensino) e castings para as diversas formações musicais também são oportunidades de início de carreira, pois pode sempre encontrar uma vaga perfeita para o seu perfil.

O curso superior em Portugal tem uma duração de 5 anos, no final dos quais tem o título de mestre. O curso no Brasil tem uma duração média de 4 anos.

Ao longo do curso, o aluno adquire conhecimentos específicos em várias áreas, como, por exemplo:

  • Piano
  • Análise Musical
  • História da Música
  • Música de Câmara
  • Acústica musical
  • Análise e técnicas de composição
  • Harmonia e contraponto
  • Formação Musical
  • Organologia
  • Psicologia da música
  • Tecnologias da Música
  • Multiculturalidade
  • Perceção Musical
  • Prática Coral
  • Técnica Vocal
  • Prática Instrumental

Ao longo do curso, o aluno irá participar em várias formações e estilos. É, sem dúvida, esta fase que vai influenciar a decisão de trabalho, da área, tipo de reportório, entre outros.

Onde estudar Piano

Portugal:

Brasil:

Um pianista, para construir a sua carreira, deve dedicar-se e aplicar o máximo das suas capacidades para que possa se destacar e, então, aproveitar as melhores ofertas de trabalho.

Autodisciplina e dedicação é, sem dúvida, a base de um excelente músico. No ensino, o professor de piano é bastante procurado, porque muitos querem aprender este instrumento.

No palco, o pianista pode deixar a sua marca com uma interpretação vigorosa e marcante.

A palavra de ordem é, com toda a certeza, o empenho e estudo.

Temos que ter a noção que quando vemos um músico a executar uma peça, apenas vemos a parte visível do iceberg, mas, por trás, existem centenas de horas de prática e estudo que, embora não seja reconhecido por todos, é a parte fundamental nesta equação.

Sendo assim, se o seu sonho é ser pianista, não deixe de investir na sua formação na prática e técnica deste instrumento, mas também invista nos seus conhecimentos de música e composição geral. Não desista dos seus sonhos e lute por eles com todas as suas forças, pois vai valer a pena!

Partilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima