Programador de Videojogos

programador de videojogos

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Teletrabalho, Presencial

Matérias relacionadas:

Informática Matemática Multimédia

Idiomas:

Inglês, Português

O programador de videojogos, também chamado de game developer ou criador de videojogos (videogames, no Brasil), é o profissional que desenvolve os jogos de vídeo no que diz respeito à programação, ou seja, é ele que faz o software dos jogos.

O mundo dos videojogos, ou videogames, tem atraído cada vez mais jovens. Sem dúvida, este é um mercado de trabalho muito aliciante, até porque nos permite trabalhar com um dos nossos hobbies (jogos de computador e consolas).

São muitas as profissões que surgiram em torno deste mundo, como as de gamer, game tester ou designer de jogos. Para aqueles que são apaixonados por videojogos e sentem-se atraídos por programação, a carreira de programador de videojogos pode ser perfeita.

Neste artigo vamos mostrar-te tudo o que precisas saber para seguires esta profissão com toda a força. Vais descobrir aqui, por exemplo, o que faz este profissional no seu dia a dia de trabalho, as saídas profissionais, entre outras informações úteis sobre a carreira.

Vem connosco!

O que faz um Programador de Videojogos?

O programador de videojogos faz a programação dos videojogos (chamados de videogames no Brasil). Também chamado de criador de videojogos ou videogame developer, este profissional desenvolve o software dos videojogos para computador, consolas, entre outras plataformas, como streaming.

Enquanto programador, o teu trabalho é sempre muito objetivo e analítico. É um trabalho que não depende de criatividade (pois esse papel é já desempenhado pelo designer de jogos), mas requer raciocínio e conhecimentos técnicos de programação 2D e 3D.

No entanto, os programadores que conheçam as especificidades do design de jogos ou modelação 3D, por exemplo, são muito mais valorizados no mercado de trabalho, até porque consegue fazer um trabalho mais primoroso.

Poderás desenvolver diferentes tipos de projetos, desde jogos em contexto empresarial, a jogos para redes sociais. Em qualquer tipo de projeto, é comum que tenhas de trabalhar em equipa.

A relação entre o programador, o designer e o modelador é muito próxima, até porque o trabalho de um depende do trabalho do outro. A comunicação entre eles é, portanto, uma peça chave para que o projeto seja bem-sucedido.

Quais as suas funções

A principal função do programador de jogos, ou game developer, é “tirar do papel” o conceito do jogo criado pelo designer de jogos e torná-lo em algo “palpável”, ou seja, fazer com que uma ideia se torne real e capaz de ser jogada.

Através de linguagens de programação, eles são capazes de criar o software dos videojogos, integrando toda a arte concetualizada pelos designers.

Embora o seu trabalho seja posterior à conceitualização do jogo, a verdade é que, na prática, eles estão presentes desde o momento zero. Afinal, eles é que podem dizer o que se consegue fazer e o que não se consegue realizar. Podem, também, participar de forma ativa, dando ideias e sugestões, até porque eles sabem a melhor forma de colocar as ideias em prática.

Dentro da carreira de programação de videojogos, ou desenvolvimento de jogos, existem algumas especializações (que o profissional pode, ou não, seguir). Vejamos!

  • Programador Java – Este profissional é especialista em desenvolver aplicações (chamadas de aplicativos no Brasil) JAVA. Além disso, ele participa no desenvolvimento dos softwares, desde a fase da conceitualização até à fase de testes.
  • Programador AI – Também chamado de programador de inteligência artificial, é o profissional capaz de trazer o “cérebro” para o centro do tabuleiro. A sua função é dar inteligência às personagens não-jogáveis, ou seja, às personagens que não são controladas pelo jogador.

Saídas no Mercado de Trabalho

O programador de videojogos encontra um mercado em ascensão. Sem dúvida, esta é uma área que tem vindo a crescer muito nos últimos anos e a tendência é que continue a crescer. Por isso, as empresas têm procurado, cada vez mais, profissionais qualificados para desenvolverem os videojogos.

Assim, se resolveres apostar nesta profissão, encontras diferentes e boas oportunidades de trabalho, inclusive para países estrangeiros.

O teletrabalho (também chamado de home office) é uma possibilidade para os desenvolvedores de software de videojogos. Este cenário pode ser muito interessante, principalmente porque outros países oferecem salários mais atrativos. Desta forma, consegues trabalhar no teu país de origem, mas ter um rendimento superior ao esperado, o que te dá uma melhor qualidade de vida.

Em Portugal, este mercado está ainda numa fase muito inicial. A maior parte das ofertas de emprego vêm por parte de pequenos estúdios e são trabalhos freelancers.

Por isso, procurar ofertas no estrangeiro, em sistema de teletrabalho, pode ser mesmo uma excelente escolha.

Como entrar na carreira de Programador de Videojogos?

Para seguires a profissão de programador de videojogos, principalmente agora que o mercado de trabalho está cada vez mais exigente e procura profissionais qualificados e especializados, deverás fazer um curso de programação de videojogos.

Assim, deves procurar uma licenciatura em Games Development, Videojogos, Jogos Digitais e Multimédia, ou outra similar a estas.

Esta licenciatura abre-te muitas portas no mercado de trabalho, pois não só te prepara para programares videojogos, como também te dá ferramentas para trabalhares com design de jogos, arte para jogos, animação, modelação 3D, entre outras áreas complementares aos videojogos.

Existem também formações fora das universidades que podem ser bastante atrativas. Um curso profissional é, também, uma opção, como um curso de Programação de Videojogos e Realidade Virtual, por exemplo.

Onde estudar Programação de Videojogos (Desenvolvimento de Jogos)?

Como dissemos, o mercado de trabalho está cada vez mais exigente. Por isso, se queres ter sucesso na profissão de programados de videojogos, então deves apostar na tua formação. Poderás optar por uma licenciatura, ou podes seguir antes uma formação profissionalizante.

Para te ajudarmos, deixamos-te aqui alguns cursos que te podem interessar. Ora espreita!

Portugal:

Brasil:

Se o teu sonho é trabalhares como programador de videojogos, então não deixes de procurar uma formação que vá ao encontro das tuas aspirações e expectativas. Com toda a certeza, vais conseguir tudo aquilo a que te propuseres. Sucesso!

Partilhar Post

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top