Técnico de Proteção Civil / Agente de Proteção e Defesa Civil

Técnico de Proteção Civil

Resumo da profissão

Modalidades:

Presencial

Matérias relacionadas:

Física Geografia Geologia Matemática Materiais e Tecnologias Química

Idiomas:

Inglês, Português

O Técnico de Proteção Civil ou Agente de Proteção e Defesa Civil dedica-se a prevenir riscos para as comunidades relacionados com acidentes graves ou catástrofes naturais. Mas o seu trabalho também é de proteção, socorro e assistência no âmbito de tragédias.

A Proteção Civil é uma área fundamental para a proteção das sociedades, por exemplo, para detetar ameaças à segurança e à saúde das pessoas. Esse passo é essencial para planear estratégias e formas de prevenção de riscos.

É, nesse sentido, que atua o Técnico de Proteção Civil para abordar problemas de origem natural, como, por exemplo, inundações, furacões, terramotos e deslizamentos de terras. Mas também atua perante situações de terrorismo ou incêndios, ou ainda em casos de epidemias.

Portanto, é uma área de grande responsabilidade, pois contribui de forma decisiva para manter os cidadãos seguros e de boa saúde.

Fica connosco para saberes mais sobre esta profissão.

O que faz um Técnico de Proteção Civil

O trabalho do Técnico de Proteção Civil ou Agente de Proteção e Defesa Civil passa muito por fazer a análise de riscos e por planear ações para os controlar.

Portanto, é uma profissão bastante exigente, onde pode haver um bom nível de pressão. Além disso, é preciso saber como lidar com imprevistos, tendo capacidade para adaptar ideias e planos a situações de última hora.

Assim, é uma atividade que requer autocontrole e grande conhecimento da área, bem como capacidade para gerir situações extremas.

O dia a dia do Técnico de Proteção Civil passa por lidar com situações de crise, com emergências naturais ou sociais, e com casos de segurança pública. Para atuar da melhor forma, precisa de ter conhecimentos e competências alargadas.

A sua atuação passa por fazer estudos e análises de deteção. Mas também deve traçar planos de emergência, de ação e/ou de segurança para responder a situações.

O objetivo é sempre proteger as pessoas, mas também as infraestruturas e o tecido social como um todo.

Requisitos essenciais num Agente de Proteção e Defesa Civil

Quem abraça esta profissão precisa de ter características particulares, tais como:

  • Capacidade de liderança
  • Saber trabalhar em equipa
  • Boas capacidades de comunicação e de negociação
  • Excelente relacionamento com pessoas
  • Espírito de iniciativa
  • Sentido de improviso para lidar com situações inesperadas
  • Grande responsabilidade social
  • Ética de trabalho
  • Ótima capacidade de análise e de antecipação de cenários.

Quais as suas funções

O Agente de Proteção e Defesa Civil atua em três níveis essenciais:

  • Prevenção de riscos e previsão de eventos trágicos
  • Socorro e assistência às pessoas durante tragédias ou incidentes
  • Apoio posterior na redução de danos e impactos negativos após catástrofes ou acidentes.

Assim, a sua atuação abrange a proteção às pessoas e a salvaguarda do seu bem-estar e bens, mas também do património público e social.

Algumas das suas funções mais importantes são as seguintes:

  • Previsão e avaliação de riscos
  • Inventariar recursos e meios disponíveis em casos de catástrofes/acidentes
  • Fazer planos de emergência para socorro, busca e salvamento
  • Elaborar planos de evacuação, alojamento e abastecimento
  • Ajudar a implementar sistemas de prevenção contra incêndios
  • Fazer vistorias e auditorias de segurança
  • Participar em estudos sobre proteção civil
  • Dar formação e sensibilizar as populações
  • Fazer relatórios técnicos.

Quanto ganha um Agente de Proteção e Defesa Civil

Os Técnicos de Proteção Civil podem ter ordenados interessantes, embora não sejam assim tão elevados.

Muitas vezes, trabalham no setor público, seja em entidades federais, estaduais ou municipais. Portanto, os seus ganhos podem ser bastante estáveis.

Contudo, os salários também dependem do estatuto profissional, por exemplo, do tempo de duração das suas carreiras e da experiência.

Além disso, alguns profissionais podem ter especializações ou experiência em certas áreas, o que será uma mais-valia para o seu percurso.

Saídas no Mercado de Trabalho

Esta área profissional tem bastante empregabilidade. Mas, no caso das entidades públicas, é preciso passar por concursos públicos que têm critérios rigorosos.

Contudo, existem boas oportunidades para quem quer ser Técnico de Proteção Civil. Algumas dessas possibilidades podem surgir em:

  • Autarquias
  • Gabinetes de Proteção e Defesa Civil
  • Empresas públicas e privadas
  • Consultoras de Segurança e/ou Gestão de Riscos
  • Entidades governamentais.

Como ser Técnico de Proteção Civil

Quem quer trabalhar nesta área precisa de ter formação específica em Proteção e Defesa Civil. Portanto, o primeiro passo é procurar formação certificada, até porque é preciso confirmar essa qualificação para entrar nos rigorosos concursos públicos.

Além disso, pode ser importante realizar outros cursos dentro da área, pois isso vai valorizar mais o profissional perante outros candidatos.

Mas para entrar nesta profissão também é preciso ter qualidades pessoais e humanas, tais como o interesse pelo bem comum e a preocupação com o outro. E é preciso ter capacidade para enfrentar situações difíceis, mesmo que isso ponha em causa a própria vida.

Portanto, é uma carreira para quem está disposto a sacrifícios para ajudar os outros, bem como para proteger a comunidade.

Por outro lado, é necessário ter conhecimentos diversificados que vão dos recursos hídricos à geografia e ao ordenamento do território, mas também à segurança contra incêndios e à gestão de emergências. E é preciso ter capacidade para socorro e salvamento de pessoas e animais.

Onde estudar para Técnico de Proteção Civil

Há opções variadas para quem se quer formar nesta área, desde opções com bacharelado até ao tecnológico. Mas também é possível fazer cursos profissionais, ou seja, mais focados na componente prática.

A escolha deve ser feita em função das capacidades e preferências de cada um. Há quem prefira cursos mais académicos, enquanto outras pessoas são mais adeptas de formações práticas. Portanto, cabe-te a ti decidir.

Em qualquer dos casos, deves procurar uma entidade de ensino certificada, pois isso será fundamental para entrares no setor público.

Vamos ajudar-te nesta busca com os seguintes links que podem ser do teu interesse…

Portugal:

Brasil:

Depois de teres percebido o que faz um Técnico de Proteção Civil, já entendeste quais são os desafios da profissão. Achas que tens o que é preciso para agarrar esta carreira com unhas e dentes? Vais precisar!

Se estás pronto para isso, torcemos pelo teu sucesso. Mas se ainda tens dúvidas, espreita o Simulador de Profissões para encontrares outras alternativas que te podem fazer feliz.

Partilhar Post

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll to Top