Técnico em Galvanoplastia

técnico em galvanoplastia

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Presencial

Matérias relacionadas:

Materiais e Tecnologias Química

Idiomas:

Português

O técnico em galvanoplastia, também conhecido como galvanizador ou galvanista, é o profissional que domina a técnica da galvanoplastia, a qual é usada para cobrir peças metálicas com outro metal por meio de eletrólise.

Sem dúvida, esta é uma profissão desconhecida da maior parte das pessoas. No entanto, pode ser muito interessante para pessoas que pretender “fugir” daqueles trabalhos mais “tradicionais” e de escritório.

Se gostas de trabalhar em equipa e preferes trabalhos mais práticos e ativos, então esta pode ser uma excelente escolha.

Neste artigo, vamos mostrar-te tudo o que precisas saber para seguires uma carreira como técnico em galvanoplastia. Vais descobrir o que faz este trabalhador, as funções que tem no seu quotidiano, as saídas profissionais, entre outros detalhes importantes.

Vens connosco?

O que faz um Técnico em Galvanoplastia?

O técnico em galvanoplastia recobre as peças metálicas com outros metais, por meio de eletrólise. Esta é uma técnica industrial realizada em meio aquoso para que as peças metálicas fiquem mais resistentes e protegidas.

Sem dúvida, a galvanoplastia oferece várias vantagens, como, por exemplo:

  • Maior resistência à corrosão
  • Maior durabilidade e melhor proteção contra a oxidação do metal
  • Melhora a estética das peças
  • Aumenta a espessura das peças
  • Permite que as peças passem pela soldagem com uma maior resistência
  • Maior condutividade térmica e elétrica

Apesar de todas estas vantagens, a galvanoplastia também tem as suas desvantagens. Uma das maiores é que esta técnica pode causar danos ao meio ambiente, mas também pode causar danos à nossa saúde e à saúde dos animais.

Como a solução usada no final do processo de galvanoplastia tem uma quantidade elevada de catiões, então esta pode ser prejudicial à saúde e ao meio ambiente.

Por isso, é fundamental que esta solução passe por um tratamento antes de ser descartada. Caso esta seja lançada a rios, mares ou lagos sem passar por um tratamento, pode acumular-se nos animais aquáticos, os quais podem apresentar alterações nos seus órgãos, além de perderem a sua capacidade de se locomoverem.

Ainda não tens certeza se esta é a profissão certa para ti? Então experimenta os nossos Testes Vocacionais!

Quais as suas funções

O técnico em galvanoplastia tem como principal função revestir peças metálicas com outro metal através de eletrólise em meio aquoso. Este profissional domina esta técnica, assim como é capaz de perceber quais os melhores metais para recobrirem uma determinada peça.

Sendo assim, existem vários tipos de galvanoplastia, sendo que estes estão sempre associados ao metal que o técnico usa para recobrir as peças.

Vejamos alguns dos mais importantes!

  • Estanhagem (Estanho)
  • Cromagem (Crómio)
  • Douração (Ouro)
  • Prateação (Prata)
  • Niquelagem (Níquel)
  • Cadmeação (Cádmio)
  • Zincagem (Zinco)

O técnico normalmente usa duas técnicas básicas. Vejamos como elas funcionam!

Na primeira dessas técnicas, o objeto é colocado no cátodo. Coloca-se, então, grafita no ânodo e depois usa-se uma solução saturada (água e sal que contém metal) para recobrir a peça metálica. Neste caso, só os catiões do metal sofrem uma redução.

Na segunda técnica, o objeto também é posicionado no cátodo. Coloca-se uma placa de metal no ânodo. Esse metal é aquele que irá recobrir a peça. Aqui usamos uma solução com o metal que pretendemos recobrir a peça.

Nesta última técnica, o metal que se encontra no ânodo vai sofrer oxidação, aumentando a quantidade de catiões da solução. Este fenómeno aumenta a quantidade de material reduzido na peça de metal.

Independentemente da técnica usada, o processo químico é o mesmo. Primeiro dá-se a perda de eletrões no ânodo. Os catiões que estão presentes na solução usada são direcionados para a peça metálica, sofrendo um fenómeno de redução e, assim, recebendo os eletrões. Estes últimos transformam-se, então, em metais sólidos, os quais aderem à peça.

Saídas no Mercado de Trabalho

O técnico em galvanoplastia pode atuar em muitas indústrias, assim como no comércio e em alguns setores da área dos serviços, como revistas, jornais, gráficas e editoras.

Como existem muitas saídas profissionais para este trabalhador, não é difícil encontrar trabalho na área. Além disso, esta é uma profissão pouco conhecida e, portanto, a concorrência não é muita.

Os salários não são muito altos, mas quanto mais experiência e qualidade tiveres, maior será o teu rendimento.

Como entrar na carreira de Técnico em Galvanoplastia?

Para seguires a profissão de técnico em galvanoplastia, o ideal é fazeres um curso profissional na área. Como esta é uma técnica que precisa de alguns conhecimentos, é importante que entres nesta carreira já a saberes, pelo menos, o básico.

No entanto, podes também começar como um aprendiz. Neste caso, vais aprender com a prática, com outros profissionais mais experientes na técnica da galvanoplastia.

No entanto, o conselho da equipa do Guia das Profissões é, sempre que possível, procurar uma formação que te capacite para uma profissão. Não vais só aprender mais sobre a área em que trabalhas, mas também vais tornar-te uma pessoa mais completa e capaz de melhorares a cada dia.

Vejamos agora algumas instituições onde podes tirar o curso de galvanoplastia.

Onde estudar para Técnico em Galvanoplastia?

Portugal:

Brasil:

Está atento, também a workshops e formações que vão surgindo, pois algumas delas são muito interessantes e podem ser úteis para o teu trabalho.

Se resolveres seguir a profissão de técnico com galvanoplastia, não deixes de querer saber sempre mais sobre as técnicas de galvanoplastia, pois é o conhecimento que te vai fazer crescer profissionalmente. Sucesso!

Partilhar Post

Deixa o teu testemunho

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top