Treinador de Golfe

Treinador de Golfe

Mais sobre a profissão

Modalidades:

Presencial, Ar Livre

Ordenado Médio Mensal:

1000€ - 1500€

Empregabilidade:

Média

Disciplinas do secundario:

Educação Física

Idiomas:

Inglês, Português

O Treinador de Golfe ou Treinadora é quem ensina a prática desta modalidade. E pode fazê-lo numa perspetiva lúdica, ou seja, a crianças, jovens e adultos que queiram aprender a jogar golfe, mas também numa vertente mais desportiva e de competição, preparando os golfistas profissionais para os torneios. Anda daí descobrir mais sobre a profissão…

O Golfe é uma prática que apaixona muitas pessoas por todo o mundo. Há entusiastas da modalidade que percorrem diferentes países, fazendo Turismo de Golfe, para descobrirem os melhores greens.

Mas também existe a vertente de competição, pois trata-se de um esporte com muitos atrativos. Há uma comunhão com a natureza e, ao mesmo tempo, um enfoque no eu e na capacidade individual de ultrapassar limites.

Todavia, para tirar o melhor de cada golfista, seja ele profissional, seja amador, é preciso pensar na figura do professor. O Treinador de Golfe é fundamental até para alimentar a paixão, não apenas para ensinar as regras do jogo.

Segue a leitura e vem connosco nesta aventura pelos detalhes de uma profissão que é um desafio diário…

Quanto ganha um Treinador de Golfe

Os ordenados nesta área variam muito em função dos objetivos e do tipo de trabalho do treinador. Já falaremos, mais abaixo, das diversas vertentes da profissão de Treinador de Golfe.

Contudo, é preciso notar que ser Treinador do Tiger Woods será muito diferente de ensinar uma criança a aprender as regras do Golfe, em termos do rendimento e até das bases do trabalho.

Assim, o essencial é lutar pelo sonho, procurando a melhor preparação para chegar ao patamar mais alto da profissão. Aí chegado, já poderá pensar em ganhar dinheiro de verdade.

Mas, no fim de contas, o que mais importa é a paixão e o prazer no trabalho.

O que faz um Treinador de Golfe

Este profissional é um professor na sua essência. Assim, compete-lhe ensinar as regras do Golfe e as skills necessárias para a prática do jogo.

Neste sentido, precisa de seguir processos e métodos, ensinando conceitos teóricos, mas sobretudo técnicas específicas. Ele deve, portanto, saber e saber fazer.

A aprendizagem deve ser feita por objetivos, em função do próprio potencial e das dificuldades do jogador.

Assim, o Treinador de Golfe tem de ensinar detalhes como postura, pontaria, pega e posição da bola, bem como alinhamento e a base de sustentação ou stance.

Além disso, deve passar aos jogadores informações sobre técnicas do jogo, como, por exemplo, putting, chipping, pitching e full swing.

Num âmbito mais desportivo e de competição, o Treinador de Golfe trabalha também o jogo mental dos atletas. Portanto, também é uma espécie de Psicólogo, motivando os jogadores e retirando parte do peso e da pressão dos torneios das suas costas.

Na preparação de golfistas profissionais, ele deve definir objetivos e caminhos para lá chegar, tendo sempre em conta o perfil de cada jogador.

O seu trabalho pode passar ainda por recomendar aos atletas trabalho de ginásio para fortalecer os músculos, bem como por pedir o apoio de um Nutricionista para ter uma alimentação equilibrada e focada nos objetivos.

Quais as suas funções

As funções do Treinador de Golfe estão concentradas no ensino e no treino da modalidade. A tarefa pode ser feita em duas vertentes essenciais.

Por um lado, o trabalho pode passar por ensinar as técnicas básicas e as regras do jogo a crianças, jovens ou adultos numa perspetiva de lazer.

Mas, além disso, o Treinador ou Treinadora pode ter que preparar profissionais de Golfe para competições e torneios. Neste caso, há um foco diferente em termos do ensino, pois o golfista estará numa fase mais avançada da modalidade.

Neste caso, o trabalho passará por aperfeiçoar o seu swing e limar as suas lacunas e dificuldades. Mas também será necessário treinar tacadas de curta, média e longa distância, entre outras técnicas específicas.

Em termos gerais, o trabalho de um Treinador de Golfe passa pelas seguintes funções:

  • Organização dos treinos
  • Ensino das técnicas do golfe
  • Noções de linha do alvo
  • Posicionamento do corpo e da bola
  • Contacto do taco com a bola
  • Prática do movimento de rotação completo (swing)
  • Treino de postura e stance (ou base de sustentação)
  • Aperfeiçoamento de pontaria e pega.

Fica connosco e continua a ler para saberes como entrar nesse mundo….

Saídas no Mercado de Trabalho

O Golfe é um setor que continua em amplo crescimento. Já não é uma prática apenas das elites, afirmando-se, cada vez mais, como uma modalidade para todos os que gostam da natureza e do ar livre.

Portanto, as oportunidades nesta área continuam também a crescer, desde a área da Gestão de Campos de Golfe até ao trabalho do Greenkeeper.

E os Treinadores de Golfe também podem, assim, encontrar várias saídas no mercado, seja em clubes e campos de Golfe ou até em escolas e academias.

Mas estes profissionais também podem trabalhar na formação de outros Treinadores de Golfe, por exemplo em programas das Federações e Confederações do setor.

Também há aqueles que se tornam coordenadores de formações desportivas em entidades municipais, nomeadamente no âmbito do desporto escolar.

Como vês, as saídas são diversas num mercado que, todos os anos, gera milhões em receitas, criando milhares de empregos.

Como entrar na carreira de Treinador de Golfe

A entrada no mercado de trabalho como Treinador de Golfe requer formação específica. Geralmente, os profissionais começam por ser golfistas profissionais ou por ter formações académicas nas áreas das Ciências do Desporto, mas fazendo especializações em Golfe.

Assim, vamos explicar de forma resumida quais são os passos a dar para entrar na carreira…

Como ser Treinador de Golfe em Portugal

Em Portugal, a carreira de Treinador de Golfe está dividida nos seguintes graus de competências:

  • 1. Treinador Grau I
  • 2. Treinador Grau II
  • 3. Treinador Grau III
  • 4. Treinador Grau IV

O curso de Treinador de Golfe de Grau I pode ser feito por jogadores filiados na Federação Portuguesa de Golfe (FPG). Mas têm de ter um handicap EGA máximo de 18,4, bem como escolaridade obrigatória completa.

Só depois da obtenção do primeiro grau, podem passar aos graus II e III. Para ser Treinador de Golfe profissional é preciso ter um destes graus, pelo menos.

A frequência do curso de grau II exige o 12º ano de escolaridade, um ano de trabalho como Treinador de Golfe e um handicap EGA igual ou inferior a 12,4.

No caso do grau III, além do 12º ano de escolaridade, é preciso ter dois anos de experiência como Treinador de Golfe e um handicap EGA igual ou inferior a 9,4.

O curso de nível IV destina-se a quem já tenha obtido o grau III, como é evidente. Este quarto grau permite aos treinadores fazerem a formação de formadores. Além disso, confere a certificação de “Fully Qualified” de acordo com as normas da PGA Europa.

Para frequentar o grau IV, são necessários três anos de trabalho como Treinador de Golfe.

Mas podes obter mais informações no regulamento específico da formação de Treinadores de Golfe da FPG.

Como ser Treinador de Golfe no Brasil

No Brasil, é preciso ter uma graduação em licenciatura ou bacharelado para ser professor, instrutor ou Treinador de Golfe. Esse diploma deve ser reconhecido pelo Conselho Regional de Educação Física (CREF).

Isto quer dizer que nem o Tiger Woods poderia ser Treinador de Golfe no Brasil. Isto porque, para isso, ele precisaria de frequentar uma faculdade.

Contudo, há profissionais que estão exercendo a atividade através de medidas liminares, sem estarem registrados nos CREFs. Essa situação é possível por haver alguma falta de clarificação na Lei, mas pode dar lugar a alguma multa do CREF.

A Confederação Brasileira de Golfe (CBG) tem um cadastro nacional de profissionais e professores de Golfe, onde se podem registrar.

Onde estudar para Treinador de Golfe

Os cursos para Treinadores de Golfe são, habitualmente, promovidos pelas associações do setor. Portanto, é preciso considerar que só as formações homologadas por entidades como a FPG e a CBG são válidas.

As formações incluem uma vertente de estágio, com a realização do aprendizado em contexto de trabalho que é fundamental para solidificar conhecimentos.

Para te ajudar, deixamos de seguida algumas opções onde podes procurar mais informações para começares a trilhar o teu futuro como Treinador de Golfe…  

Portugal:

Brasil:

Agora que sabes como ser Treinador de Golfe, já entendes o que precisas de fazer e que aptidões são necessárias para exercer a profissão. Mas repara que, como tudo na vida, o essencial é ter paixão pelo trabalho. Portanto, estás confiante no que queres fazer? Só podemos desejar-te muito sucesso.

Partilhar Post

Deixa o teu testemunho

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top